domingo, julho 17, 2011

Domingo...



Olhos perdidos na linha do horizonte,
vêm-me em ondas os pensamentos…
Mergulho em oceanos os meus oceanos;
respiro o coloquial da brisa marinha…

Sento-me à areia branquinha
e a água alcança-me os pés…
Beija-os, lambe-os…
Dúvidas, esperanças, tormentos,
agradecem o carinho.

Quão sábia é a natureza!…

Minha neta brinca na areia.
Enche e esvazia o baldinho…
Constrói, feliz, seus castelos
que a água há de levar…

É só uma criança aprendendo a vida
diante do mar…

Mar,…ah, mar!…
Obra divina, encantadora,
poderosa,...
que em humores e tamanho
só comparo aos meus medos
e aos meus sonhos…

ju rigoni (2004)


Feliz com a publicação do meu poema
Na Vaga dos Lumes,
no Zambeziana, blogue da
nossa querida Graça Pereira.
Obrigada, amiga!

Visite também

Dormentes, Medo de Avião, Navegando...

17 comentários:

Rogério Pereira disse...

"o mar está ali e há uma onda que caminha em direcção à praia e essa onda não poderia mover-se sem o mar que está por detrás e sobre essa onda que vem enrolando há uma pequena franja de espuma que avança em direcção à praia onde vai acabar. Eu penso enfim, para usar esta metáfora marítima, que somos nós a espuma que é transportada nessa onda..."

Não fui eu
que lhe respondeu
(mas quanto eu gostava ter eu sido)

Tania regina Contreiras disse...

São oceanos profundos estes seus, Ju: sempre muito bom te ler!
Beijos,

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Meu encanto, pelo oceano, é do tamnho dele e do meu medo. Jamais
andarei em navio. Já de avião, não tenho medo.

Lindo, o seu poema, ju
Beijinhos

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Ju!

Que sensibilidade a desse mar, que até sabe adivinhar sentimentos...!

Boa semana, com a netinha; beijinhos.
vitor

mfc disse...

Quando aí estou junto dele... tudo o resto se me desvanece!
São momentos de encantamento.

Rafael Castellar das Neves disse...

O Mar é sempre ótimo de se ver e se perder os pensamentos...muito bem escrito!

[]s

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para deixar o meu carinho e agradecer a amizade de sempre neste dia do amigo.
Tenho um miminho no lado direito do meu blogue.

Beijinhos
Sonhadora

Carlos Kurare disse...

Olá!

Ju, dá pra fazer uma simplificação?
Um único blog facilita a assimilação
Com tantos blogs eu vivo em perdição
Para que entendas a minha confusão,
Se vou num, não vou ao outro não!
Ju, se não gostou da minha opinião?
Ah! ... me manda lamber sabão!

Um abração!

"Minhas rimas são pobres, porque eu sou duro!"
Carlos Kurare

ju rigoni disse...

Oi, Carlos! Seja bem-vindo!

Adorei seu comentário pois me dá mais uma chance de esclarecer...

Sei que seria mais prático para os meus queridos visitantes se eu publicasse tudo que escrevo em um único blogue. Mas, eu não consigo, por exemplo, (talvez seja um problema só meu), associar o que publico por aqui ao trabalho que está no Medo de Avião, em que uns poucos textos foram escritos, - a maioria foi idealizada para ser desenvolvida posteriormente -, em saguões de aeroportos ou dentro de aeronaves; uma tentativa de driblar esse pânico através do prazer da escrita, porque minha profissão exigiu inúmeras vezes que o enfrentasse.

No Dormentes, como tento esclarecer na barra lateral, está o resultado de minhas andanças pelo interior do Brasil, principalmente do Nordeste, uma paixão. A maior parte dos textos foi escrita enquanto lá estava. É onde atrevo-me também a publicar escritos que, muitas vezes, misturam os diferentes e harmoniosos falares de algumas regiões do país.

O Navegando... é coração. Foi meu primeiro blogue. Não consigo abandoná-lo...

Por falta de tempo, atualizo-os aos domingos. E vou abrindo frestas no trabalho para tentar visitar os amigos pelo menos uma vez por semana.

A maioria dos que me visitam elegem um, - e vez em quando visitam os outros.

Obrigada, Carlos, por estar aqui. Logo que o trabalho me dê um tempo maior vou conhecer seu blogue. Bjs e inté!

N. Barcelli disse...

Os dias querem-se passados assim. Mas nem sempre é possível...
Mas o talento da tua poesia, vejo-o sempre.
O poema é magnífico. Gostei imenso.
Beijo, querida amiga Ju.

Vilma Gonsales disse...

Olá é um prazer conhecer seu blog!
Apreciei muito sua escrita, notei que gosta do que faz e por isso faz muito bem!
Estarei sempre aqui a fim de ver novidades, vá ao meu blog fazer uma visita também, bjo: Vilma

Lis disse...

Oi Ju
Poderoso mar que a todos encanta com seus mistérios, sua suavidade , seu furor.
E seu poema é lindo, a descrição perfeita da beleza inocente da criança diante do mar.
parabéns, adorei!

Mariazita disse...

Querida Ju
O seu poema tem todos os condimentos para ser como é - belo!
O mar com toda a sua imensidão e beleza constante, por vezes rebelde; a areia, as ondas beijando os pés, que agradecem, e... a cereja no topo do bolo: a netinha!
Adorei!

Perdoe minha ausência tão longa. Tive visitas, um casal amigo com dois filhinhos pequeninos, por uma semana. E não quis desperdiçar nem um só minuto da companhia deles...
Por isso não publiquei a semana passada, mas amanhã reinicio actividade...

Bom fim de semana. Beijinhos

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Diante deste mar sem fim...onde ás vezes me sento para pensar e estar comigo, agradeço a tua amizade, a tua disponibilidade e a tua criatividade posta no meu blog.
Com o teu poema, eu cresci e o Zambeziana tambem! É só ler os comentários...E acredito que isto seja apenas o princípio de muita coisa bonita!
Deixo-te um beijo do tamanho desse mar que nos une.
Graça

manuela baptista disse...

mar a mar amar

diante do mar

lindo, Ju!



um beijo

manuela

ju rigoni disse...

À Rogério, Tania, Lúcia, Vitor, mfc, Rafael, Rosa, Carlos, Nilson, Vilma, Lis, Mariazita, Graça, Manuela...

Meu muito obrigada pela visita e comentário. Bjs e inté!

Vilma Gonsales disse...

Olá, obrigada pela poesia, amei, este foi um dos meus melhores presentes, nem sabe o quanto eu valorizo este tipo de coisa e além do mais o beija-flor é meu pássaro preferido, bjos e ótima semana: Vilma