domingo, maio 22, 2011

O Baile


Quando o vento canta
o mato alto balança;
faz reverências,... dança!...

A semente leve, miúda,
que no chão aguardava
as bênçãos da chuva,
em rodopios,
muda de lugar.

O ar ganha as cores
das flores maduras
que, sem convite,
também dançam ao vento...
Loucas borboletas!...

Quando o vento canta,
sopra letras ao ouvido,
e a mente,...
passos silentes sobre a corrente
ora fria, ora quente;
atenta ao bailado apressado
de palavras que ousam dançar
sem seus pares,
vive a aflição do momento...

ju rigoni (2001)

Visite também

Medo de Avião, Dormentes, Navegando...

22 comentários:

Crista disse...

Bem vinda em meu blog e em meu coração.
Me encantei com o teu jeito de escrever...lindíssimo!

angela disse...

Um bailado de palavras que cantam lindamente.
beijos

Sonhadora disse...

Minha querida

Um eterno bailado de palavras oe teus poemas, que adoro.

Deixo um beijinho carinhoso
Sonhadora

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Ju
Quando o vento dança, tudo a seu lado dança junto, até a vida, numa melodia sem fim.
Bjux

Guaraciaba Perides disse...

Muito lindas a dança e a canção do vento ! imagens líricas e delicadas.
um abraço

mfc disse...

A canção do vento durará tanto tempo quanto o necessário para levar a carta voando à sua amada!

Eliane F.C.Lima disse...

Há uma passagem, nas memórias de Jung, em que ele diz, mais ou menos, que é o olhar humano que faz o mundo existir. Acho que a afirmativa cabe como uma luva no olhar da poeta, que, em última análise, recria o mundo. Criatura tornada criador de seu próprio universo. E isso é só linguagem.
Eliane F.C.Lima

manuela baptista disse...

porque canta o vento

são as suas canções do mato, alto, Ju!

um beijo

manuela

Nilson Barcelli disse...

Uma dança ao som de belas palavras.
Adorei o teu poema... com 10 aninhos... nesse altura, eu nem imaginava que viria a fazer poesia...
Querida amiga Ju, tem uma boa semana.
Beijos.

Tania regina Contreiras disse...

Não te leio, bailo, Ju: lindo!!!
Beijos,

vitorchuvashortstories disse...

Olá, JU!

Quando o vento canta, a natureza dança; traz-nos recordações à mente.
E nós aqui, contentes, deixamo - nos levar por ele, dançando ao ritmo da inspirada e linda poesia da Ju.

Gosto muito; beijinhos.
Vitor

Lu Nogfer disse...

Ola Ju!

Tua linda poesia me fez ouvir a cançao da natureza!
Um doce sentir!

Beijos até+

PapoBacana disse...

lindo poema!..
a foto tbm é linda...
parabéns pelo blog..

obrigada pela visista..
volte quando puder...

vamos nos lenodo por aqui..


abraços..

nacasadorau disse...

Quando o vento sopra forte dançamos com ele, no tempo do dobrar o corpo... como se fosse um tango e no virar do rosto, no jeito do peito, no soprar do ar, passeamos no tempo lembrando os sons das palavras e os sentimentos.

Adorei, como sempre, amiga Ju.

Beijinhos

Tais Luso disse...

'Quando o vento canta
o mato alto balança;
faz reverências,... dança!...'

Lindo, Ju! Impressionante como as pessoas sentem a poesia, cada uma de seu jeito.
Além da mensagem que passas, um poema doce e leve...
Nada mais leve do que exprimir um conteúdo com a natureza a bailar, sem agredir. Arrasou.
Adorei a majestade dos teus versos.

Beijão
Tais Luso

Mariazita disse...

Querida Ju
Que linda canção!
Não gosto de vento, mas depois de ler, em versos tão lindos, salientar os seus movimentos e coisas tão bonitas que ele origina... inspira-me mais simpatia.

Obrigada, querida, pelo seu cuidado com minha "visão".
Lamento o que se passa com a sua Mãe, e fico orando para que ela recupere depressa e bem.

Obrigada também por seu apoio na votação para Blog da Semana.
Gostei de ganhar, sem dúvida, mas mais importante foi ver o apoio de tantas amigas e amigos. São amigos de verdade.

Continuação de boa semana. Beijinhos

Lis disse...

Toda a natureza ao vento.
Assusta e encanta
que seja sempre como no seu poema
um vento que canta assobia dança faz rodopios muda de lugar.
Qual uma brisa forte, nunca um vendaval.
maravilhoso Ju
abraço

Sonia Pallone disse...

Saio daqui encantada, absorvendo um por um dos seus sentidos... Beijos minha querida.

Lu Nogfer disse...

Ju,linda!

Voltei para bailar em seus doces versos!


PS:Se puder dar uma passadinha la no nosso cantinho,respondi seu comentario e junto deixei um recadinho pra vc!

Beijinhos carinhosos e um lindo fim de semana!

ju rigoni disse...

Aos amigos,

Crista, Angela, Rosa, Wanderley, Guaraciaba, mfc, Eliane, Manuela, Nilson, Tania, Vitor, Lu, PapoBacana, Ná, Taís, Mariazita, Lis e Sonia...

obrigada pela visita e comentário.

Bjs e inté!

Paula: pesponteando disse...

Gosto de senti suas palavras tocando o universo e virando verso, verso este que expresa a vida.

bjs

ju rigoni disse...

Obrigada, querida Paulinha, pela sua visita e comentário.

Bjs e inté!