domingo, julho 18, 2010

Antonímia



Dorme, meu bem,
que no sono há sonhos,
e só em sonhos todo anjo é bom.

Dorme para estar com eles,
chegar-se a boas almas, -
só em sonhos se pode vê-las,
ser tocado por elas.
Dorme para despertar com certezas
que vêm da calma do sonho bom.

Dorme e sonha
para ser livre,
voar…
Viver intensamente,
atravessar o espelho.

Dormir e sonhar
não é como sonhar acordado.
Dormir e sonhar
é conhecer em detalhes
o outro lado…

Então, fica bem quietinha
aí, na sua caminha,…
e dorme.

Dorme e sonha…

Em nenhum outro lugar
haverá tanta liberdade,
ou tamanho movimento;
dorme,
que no sonho
todo desejo é verdade.

Dorme e sonha
para encontrar respostas,
estar frente a frente
com elas,
e ao despertar…
esquecê-las.

Dorme e sonha, meu bem,
que o futuro já vem,
e dele nada se sabe.

Dorme e sonha
com a cor da felicidade…
Há muito riso no sonho,
e todo o perdão que é preciso.
Em sonhos não há saudade.
Em sonhos não há o que lhe falte...

E, ao despertar,
procure lembrar
do seu sonho,
que sonho, meu querubim,
é artigo em extinção,
primo-irmão da utopia, -
nem todo sonho
se compra,
se vende,
ou se guarda
em filme
ou fotografia.

Dorme e sonha, querida,
que em sonhos
a vida é mais doce,
mais leve,
mais bela,
mais vida…

Dorme e sonha,
que é de prata o cordão,
de carne o umbigo,
e de ouro os contrários
que a mantem flutuando.

Não,… não…
Sonho é sonho;
não é de verdade…
Mas também não é brinquedo, -
só quem aprende o que é sonho
sabe o que é pesadelo…

E só em sonhos
há um deus de plantão
a ouvir e atender
todo apelo.

Mas esta…
é uma outra história,
que um dia vovó lhe conta…

Agora, dorme…
e sonha…

ju rigoni (2003)


Visite também
Dormentes, Medo de Avião, Navegando...

18 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Sonhar é povoar a vida de alegrias. Bons sonhos pra você.
Bjux

angela disse...

Um poema que é também um acalanto, muito lindo. Até me deu vontade de dormir e sonhar.
beijos

Tania regina Contreiras disse...

Que lindo, Ju...Mas parece um acalanto. E creio que os sonhos - mesmo os sonhos dormidos - germinam no despertar.
Beijos,
Tânia

Sissym disse...

Quanto tempo! Que saudades!

Dormir... sonhar... eu acho que as vezes sonhos e durmo mesmo que acordada.

Beijinhos

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Se eu tivesse uma vovó assim
Todas as noites havia de sonhar...
que a vida é só um jardim
e há tantas flores para apanhar!

O medo, ia logo embora
e ficava mais leve o coração!
Vamos meu bem, não chora
a vida, não é um papão...

Aprende só a confiar
no teu anjo da guarda!
Quando estiveres a acordar
Verás a Vida e...mais nada!!!

Adoro a tua poesia, minha querida, que me faz mais leve...com asas, acreditando que até nas flores...eu posso poisar...
Toda a minha ternura neste beijo.
Graça

Eliane F.C.Lima disse...

Como tudo mais, até o sonho de uma criança é um milagre. Porque em meus sonhos, atualmente, não encontro mais meu "deus de plantão", que ouça e atenda minhas utopias. Acho que, na verdade,o adulto perde o caminho de sonhar.
Eliane F.C.Lima

Luciana P. disse...

Ah, os sonhos, Ju, tão bem delineados nesses verosos. Eles são nossa vida no imaginário, aquilo que podemos tornar possível, depende da vontade que inserimos neles.
Adorei! lindo! Beijos pra ti!

Tais Luso de Carvalho disse...

Os sonhos não são nada mais do que as alegrias guardadas no nosso inconsciente; diria que é o nosso arquivo mais lindo, um baú onde guardamos tudo o que aconteceu ou esperamos que aconteça de belo em nossas vidas. São as delícias que não voltam mais. Só as crianças acreditam num céu azul cheio de querubins, por isso tudo é tão belo.

Hoje, nossos sonhos são manobras camufladas, trazidas à tona, pela criança esquecida que almeja por ser resgatada bem lá do fundo; talvez por uma saudade imensa da criança feliz que um dia fomos. E que não existe mais.

Sonhamos; mas sonhos diferentes, sempre há neles algo de estranho presente, algo por ser resolvido, misturado com uma pitada do ontem. Mas, ainda nada mal, a sensação ainda é boa. O pior são os pesadelos...

Beijos, Ju. Como sempre, muita sensibilidade. E vendo bem, bastante profundidade se começarmos a refletir por este caminho...

Tais luso

Zélia Guardiano disse...

Lindo demais!
Tanto, que bate nas profundezas e volta para a flor da pele...
Abraço

Nilson Barcelli disse...

Ju, querida amiga, adorei o seu poema.
Magnífico.
Bom resto de semana para vc.
Beijos.

Patrícia Lara disse...

Olá, Ju.

Que maravilhoso o seu poema! De arrepiar! Uma energia tão pura... tão doce! Como devem ser os sonhos.

Parabéns pela bela composição.

Abraço,
Patrícia Lara

Andrea de Godoy Neto disse...

Ju, coisa mais linda!! tem gosto de cantiga, de colo, de balanço nos braços, nas nuvens...

muito lindo!

beijos

Mara faturi disse...

Meninaaaaaa!!

Que sonho este poema!!
BELÍSSIMO; ADOREI ( acho que vou pra casa agorinha só para poder sonhar...sonhos na tarde, devem ser azuizinhos, não?!!)
Bjo

Valéria Gomes disse...

Após minha última postagem, só tuas letras para acalmar me coração.
Lindo demais!!!

Beijos vó coruja!!!

Rita Contreiras disse...

Penso que todas as horas doces da vida foram colhidas das árvores dos sonhos...como o sumo dos seus versos...Abraço.

Pedro Luso de Carvalho disse...

Ju,

Teu poema contém muito de outras áreas, além da poesia; e sem alardes voce infade os campos da filosofia e da psicologia, como se não bastasse a arte pela arte. Parabéns.

Abraços,
Pedro.

Marcantonio disse...

Feito como um acalanto e quase despretensiosamente, esse é um dos poemas que li em que o sentido do sonhar é mais alargado, contraposto à crueza da vigília. Um ir e vir algo desiludido sobre a linha que separa o ideal e a realidade. E concordo com o Pedro Luso.

Beijo, Ju.

ju rigoni disse...

À Wanderley, Angela, Tania, Sissym, Graça, Eliane, Luciana, Taís, Zélia, Nílson, Patrícia, Andrea, Mara, Valéria, Rita, Pedro e Marco meu agradecimento pela visita e comentário.

Bjs e abraço apertado em todos. E inté!