domingo, maio 09, 2010

Zora



Chego em casa
e ela corre para mim com os braços abertos.
- Vovó! -, ela exclama.

Além da saudade e das lembranças,
da saúde ora frágil ora forte, -
dos trecos,…
já muito não me sobra da ascendência.

Mas quando em seus três anos de sabedoria
ela abre os braços e espalma as pequeninas mãos,
sorrindo para esta avó-brinquedo,
é como se todos estivessem de volta.

Ganham nova vida
meu pai, meus avós, meus tios…
E eu ganho vida em vida.

Ouço seus passinhos correndo pela casa,
pelo jardim…
- Não mexa aí, querida!
Qual borboletinha feliz resiste às flores?
Quais cores resistem à luz?
Assim, tão perto,
às vezes me confunde...
Quando longe,
meu valioso monet,
de cabelos de anjo, único…
Nela, a luz que me permite a cor
em todos os seus matizes.

Expectante,
e crente em Deus,
agradeço a ternura,
a delicadeza,
a certeza de que me apago
para escrever melhor história…
Que a memória,
não apenas na palavra,
também está no gesto,
no olhar,
no paladar das receitas de família,
nos cheiros e sons que guarda uma casa,
onde algum dia também ela me reencontrará
para descobrir que a amei
e que nela me refiz,
feliz ,
aprendiz de imortalidade.

ju rigoni (Escrito em 2004 para Zora, minha neta muito amada, que esta semana está de aniversário.)


Esta semana, um poema vivo da minha amiga, a poeta Eliane F.C. Lima, dedicado a mim.
Feliz, envio daqui o meu beijo, o meu abraço apertado, e o meu sincero muito obrigada!

Visite também Medo de Avião, Dormentes, Navegando...

14 comentários:

Tânia regina Contreiras disse...

Terno e lindo, ju. Terna e linda também a netinha.

Gosto tanto da sua escrita, sabia? Com alguns nos encontramos, com outros nos afinamos. Sinto afinidades aqui e gosto.

Abraços,
Tânia

Jac. disse...

Que lindo, Ju!
Percebi que essa netinha enche
sua casa de poesia.
Seus sorrisos e gestos são poemas!
Eterna você já é, nesse amor!
Que sua Zora seja sempre feliz!

Meu carinho!

cirandeira disse...

Quantos poemas lindos tens escrito,
não é Ju? Esse então...tanta delicadeza, tanta ternura e quanta poesia...! A gente fica sem saber o que dizer, só sentindo.

Parabéns! Mamãe-avó (mãe duas vezes)!!!!!
Bjs

angela disse...

Ju
Uma felicidade esses pequenos por perto e você com muita sabedoria e sensibilidade trouxe de volta o passado repaginado, reintegrando-o ao presente.
Linda sua neta.
beijos

Lara Amaral disse...

Texto mais lindo! E que foto fofa, cheia de pose e ternura.

Parabéns pelo seu dia como mãe e avó!

Beijo grande.

Ps.: Como anda, minha amiga? Querendo conversar, é só mandar um e-mail, quero saber como vc está.

Eliane F.C.Lima disse...

Essa carinha só pode inspirar uma longa poesia de amor. Porque inspira amor. E é um amor presente que vem puxando um fio longo lá do passado. Um fio que se projetará para o futuro. Salve a Zora! Salve a vida!
Eliane F.C.Lima

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Dos pemas mais belos que escreveste e que muito me emocionou..
A Zora que é uma borboleta linda voando sobre as flores e sobre a vida... um dia relacionará a casa, os odores, os afectos esquecidos no jardim com aquela vovó que ficará sempre na sua memória como os braços de uma árvore frondosa, onde ela gostava de poisar...por se sentir mais segura...Mas isso...será daqui a muitos anos!
Beijos para as duas queridas.
Graça

Lau Milesi disse...

Ju, estou engasgada, você deve imaginar. Lindo, emocionante e sublime seu poema .
Que princesinha linda! Também, com a avó que tem,não poderia ser diferente.rs]

Beijos pra você, pra filha e para princesinha que a inspirou para esse belo poema.

Lianara **Lia** disse...

Que lindo, Ju!!

De um beijo e um abraço bem gostoso nessa gatinha linda!

Tão bom ser avó, né? Eu adoro!

Beijos

Lia

Blog Reticências...

Tais Luso disse...

Poxa... que poema lindo, Ju! Aliás eu só tenho lido aqui textos de muita sensibilidade e delicadeza. Mas esta doçura toda dá pra ver em tua foto de perfil. És uma pessoa que passa muita paz e doçura.

Mas falando do texto, espere passar mais alguns anos, quando o anjinho crescer e ler esse poema - que é só sentimento... - vai guardá-lo como relíquia.

Meu carinho, amiga.
Tais Luso

A.S. disse...

JU..

Um feliz aniversario para a tua netinha!!!

Deixo um beijinho para vóvó e netinha!!!

Luciana P. disse...

Oi, Ju, que neta mais fofa... Lindo poema dedicado a ela. Crianças são a coisa mais agradável de se ter por perto. O meu filhote já está com 13 anos, mas eu não troco a companhia dele por ninguém.
Adorei os versos...

Beijos pra ti e um ótimo dia!

MarGGa disse...

Oi Ju!!! Saudade!
Tem muito tempo que não passo por aqui. O tempo anda curto.
Hoje vim lhe convidar para participar de um meme que recebi.
Dê uma passadinha lá no Mol-TaGGe para ver.
ABÇão super carinhoso e vamos ver se não sumimos desse jeito.
MarGGa Duval

ju rigoni disse...

Aos amigos,
Tania, Jac., Cirandeira, Angela, Larinha, Eliane, Graça, Lau, Lia, Taís, Albino, Luciana e Margareth, agradeço a visita e o comentário.

Bjs e inté!