domingo, abril 18, 2010

Papas na Língua



Palavras…
Ah! As palavras…
Carícias prévias,
quentes, úmidas, -
tão escorregadias
no ardor da criação…
Aflição legítima
que leva ao gozo,
em momentos diferentes,
vítima e algoz, -
escritor e leitor.
Orgasmos…
Embora o parceiro de espasmos,
nunca se está tão só…

ju rigoni (1984)

Visite também
Dormentes, Medo de Avião, Navegando...

18 comentários:

cirandeira disse...

As palavras...! Às vezes são traiçoeiras; ambíguas e/ou ambivalentes, podem trocar de papéis de repente. Ora pode ser vítima, ora algoz, nunca sabemos.
Mas é sempre companheira, para o
autor/a e para o leitor/a. Ainda bem....
Uma boa semana pra ti

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Ju
O poder das palavras em forma de poesia subjetiva.
Uma linda semana para você
Beijos

Lara Amaral disse...

Demais esse poema!

Beijo.

angela disse...

Legal Ju, precisas palavras,
beijos

Daniela Figueiredo disse...

Mais palavras, as carinhosas nos acariciam, confortam e confundem, e fazem-nos tentar encontrar as palavras certas para entender alguns momentos. Adoro teus poemas!

Ju, obrigada pelos parabéns! Adorei tua visita. No momento, estou sumida, escondida, meu cérebro está em férias, minhas palavras sumiram! Mas um dia voltam...
Beijos e inté!

Graça Pereira disse...

Este jogo de palavras...sem papas na língua... com orgasmo no final (mesmo só)...eu achei delicioso!!
Beijocas e uma feliz semana
Graça

Tânia Marques disse...

Lindo demais o que escreves é. Beijos. Já estou te seguindo!

Sonia Pallone disse...

Cada palavra uma pétala …Linda a poesia que emana de você !!! Bjs

Tânia regina Contreiras disse...

Parceiros de espasmos!!!! adorei...Te sigo por aqui, que anda sempre ávida dessa coisa boa que só a Poesia traz. Lindo poema, viu?
Bjos

Sonia Schmorantz disse...

Amei este poema...é lindo!
beijo

Eduardo Miguel Pardo disse...

Sensualidade nas palavras de letras por representar, o pano de fundo a própria vida e seus caminhos!!! parabéns adorei tanta da postagem como de sua visita e comentários, abraço grande e obrigado.

Léo Metallica disse...

O parceiro de espasmos. KKKKKKKK Não sei porque, mais gostei e achei engraçado isso.

Direto do Rio.
Beijos.

Efigênia Coutinho disse...

ju rigoni, que versos lindos leio hoje seus aqui, adorei.
Queria explicar minha ausencia, foi o batizado da netinha, e depois vim passar uma temporada em New York, mas estarei presente aqui para aplaudir você poeta,
com carinho,
Efigênia Coutinho

Luciana P. disse...

Bom é dizer mesmo, sem papas na língua, o que os poetas e poetisas conseguem dizer... São sentimentos, emoções, sensações que passam na cabeça de todos nós, mas só que tem sensibilidade apurada consegue compor e traduzir em palavras aquilo que apenas sentimos.

Beijos pra ti e bom final de semana, Ju!

Vou colocar teu link no Afrodite.
Perdoe-me a distração.

L. Rafael Nolli disse...

Gostei muito do poema. Quero destacar o trecho da vítima e do algoz, e, é claro, o arremate.É isso. Abraços.

ju rigoni disse...

À Cirandeira, Wanderley, Lara, Angela, Daniela, Graça, Tania Marques, Sonia Pallone, Tania Regina, Sonia Schmorantz, Eduardo, Leo, Efigênia, Luciana, Raphael, meu sincero agradecimento pelas visitas e comentários.

Bjs e inté!

julio rodrigues correia disse...

Ju belo poema com umm leve e suave erótico.Versos bem construidos cheios de estesia.Abraços-

ju rigoni disse...

Oi, Júlio! Você é muito bem-vindo. Obrigada! Bjs, poeta, e inté!