domingo, agosto 29, 2010

Amor de Passarinho



Amor de passarinho

nada tem de pequenininho.

Tem ternura, asas, leveza,

biquinhos, delicadeza,

a dimensão do céu,

a força da natureza…



Canto, ninho, cor... e ar.



Muito ar…



Que amor

quando é amor

deixa o outro respirar…



ju rigoni (sem registro de data)


Dormentes, Navegando..., Medo de Avião.

25 comentários:

AC disse...

"Que amor
quando é amor
deixa o outro respirar…"

Pois!!!

Beijo :)

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Ju
O amor não asfixia. O amor liberta.
Bjux

Paula: pesponteando disse...

Tão leve e suave. Tão bom pensar o amor assim ...ñ resisti, acabei passarinhando aqui com olhos e palavras..

Lara Amaral disse...

Sua alma transbordou aqui, delicada e de fininho. =)

Amei os versos!

Beijos e boa semana, Ju!

Tais Luso de Carvalho disse...

Coisa mais difícil é amar; amar é querer um bem tão grande que não há lugar para amarras.
Sufocar é doença, insegurança, egoísmo. Até um passarinho sabe disso. Só os humanos que insistem... A gente precisa aprender um pouco com os animais.

Beijos, amiga.
Tais luso

Luciana Penteado disse...

E como deve ser leve esse amor de passarinho... suave com a brisa e não intempestivo como as chuvas torrencias de inverno, rs.
Adorei, a imagem também está perfeita! Beijos ra ti e uma linda semana!

Marcantonio disse...

A ternura do seu poema evocou para mim Mario Quintana. Sim, os amores asfixiantes passarão; o verdadeiro amor arejado passarinho.

Prazer de estar aqui.

Beijo.

Tania regina Contreiras disse...

Lindo e perfeito, Ju: assim, sim, é amor!
Beijos,

Ana Lucia Franco disse...

Quanto esse amor de passarinho tem a nos ensinar. Estejamos sempre abertos a essas lições da natureza. Que poema lindo, Ju!

bj

Sonia Pallone disse...

Que lindo poema querida Ju, fez carícias na minh'alma...Bjs.

Graça Pereira disse...

A natureza de acordo com o Amor...Como dizia Virginia Satir: "Quero amar-te...sem te asfixiar"
Este é o verdadeiro amor.
Beijocas
Graça

dade amorim disse...

Certíssima, Ju. Amor que sufoca é tudo menos amor de verdade.

Beijo grande e saudade.

Úrsula Avner disse...

Oi Ju,

amei a singeleza e delicadeza de seus versos... Adorável poema ilustrado de forma encantadora. Bj com carinho e obrigada por sua gentileza de sempre.

cirandeira disse...

Lindo, Ju...os pássaros constroem seus ninhos, alimentam e protegem suas crias até que aprendam por si...e cantem e voem...voem, voem..
Mas nós...!?

Beijos

Lua Nova disse...

Asas... no amor de passarinho...
Quem dera todo amor nos desse asas ao invés de alçapão.
Conheci teu blog navegando.
Fiquei encantada com tudo que vc escreve e vou segui-la para não perdr mais nada.
Te convido a conhecer meu blog e saborear um mousse comigo.
Parabéns por sua sensibilidade e capacidade de expressá-la.
Beijokas.
Seguindo.

Noe* disse...

Uau, escreves tão bem *-*
Quanta delicadeza nas palavras!
Trazem leveza. Gostei demais!
Obrigada por passar no Costurando Estrelas!! Volte mais vzs... Voltarei aqui =*

Andrea de Godoy Neto disse...

Ju, que versos mais lindamente ternos...esse amor de passarinho atéme fez suspirar ;)

beijos, moça!

Nadine Granad disse...

Ju:
Ah, que doce!
Lindo, leve... voa!...
Consigo gostar facilmente dos densos e suaves seus...

Beijos =)

Pedro Luso de Carvalho disse...

Ju,

"Amor de passarinho" é mais um belo poema seu. Penso que o Quintana também gostaria.

Abraços,
Pedro.

CESAR CRUZ disse...

Concordei com a alusão que Pedro fas a Quintana. Este teu poema tem mesmo um quê do Quitana.
Lindo!

bjo
Cesar Cruz

Luciano Azevedo disse...

Quanta beleza revestida de verdade acerca das coisas da vida. Esse é pra pensar... rs Bjo

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Oh Ju, que coisa linda, vc disse tudo, amor quando é amor... será que existe gente assim, passarinha?

Zélia Guardiano disse...

Lindo demais, querida Ju!
Sensibilidade, delicadeza e profundidade ...
Adorei!!!
Beijos, minha amiga!!!

Eloah Borda disse...

Ju querida, amei o teu "Amor de Passarinho"! Leve, delicado, e como sempre, trazendo uma grande verdade - o verdadeiro amor (esse raro sentimento...), não tolhe, não asfixia, porque só exisre - e subsiste - quando, além da paixão, do afeto, da amizade, está também presente a confiança e o respeito pela individualidade da pessoa amada,cuja felicidade é tão, ou mais, importante do que a própria.Mas isso é tão difícil minha amiga!
Tudo de bom.
Té mais.
Beijos.
Eloah

ju rigoni disse...

À AC, Wanderley, Paula, Larinha, Taís, Luciana, Marcantonio, Tania, Ana Lúcia, Sonia, Graça, Dade, Úrsula, Cirandeira, Lua Nova, Noe*, Andrea, Nadine, Pedro, Cesar, Luciano, Wall, Zélia, Eloah...

meu muito obrigada pela visita e comentário.

Bjs e inté!